BLOG

  • O que significa ATM e DTM?

    Quando o assunto é dor facial, algumas siglas são recorrentes, e nem sempre existe clareza na distinção entre elas: ATM e DTM. O movimento que a mandíbula realiza, ao falar e ao mastigar, por exemplo, é proporcionado por músculos e permitido pela ATM, Articulação Temporomandibular, a ligação entre a mandíbula e os ossos da base do crânio. As chamadas DTM - Disfunções Temporomandibulares comprometem os músculos da mastigação bem como estas articulações.
    ATM DTM

    Os sinais e sintomas da DTM podem também ser chamados de Desordem Crâniomandibular (DCM)

    Assim como outras articulações do corpo humano, a ATM é formada por ossos, músculos, disco articular, cápsula articular e ligamentos irrigação sanguínea e terminações nervosas. Outra característica importante é de que trata-se de uma articulação bilateral, que significa que apenas uma das partes pode se mover enquanto a outra pode permanecer estática. Assim, as DTM são as disfunções que afetam esse sistema complexo de articulação, responsável pela abertura da boca, e que pode causar o comprometimento da fala, da mastigação e da deglutição. Num comprometimento intraarticular poderão apresentar situações de deslocamento do disco articular, bem como degeneração da parte óssea desta articulação, os côndilos da mandíbula. Os sinais e sintomas da DTM As disfunções se apresentam de várias maneiras. Dentre os muitos relatos, os sinais e sintomas mais recorrentes em pacientes que possuem DTM são:
    • Dificuldades ou dores ao mastigar alimentos mais duros ou rijos;
    • Dor ao abrir e fechar a boca;
    • Estalos ao abrir a boca;
    • Desvios na movimentação da mandíbula;
    • Dor na região próxima ao ouvido;
    • Dor na cabeça, na face e no pescoço;
    • Diminuição de audição e dores no ouvido
    • Desgastes dentais e dores de dente;
    • Travamento na abertura ou fechamento da boca.
      Algumas dores de cabeça, do tipo tensional, podem não exatamente terem sido causadas por dentes, mas o tratamento em conjunto deste sintoma com as causas da DTM faz com que o sucesso do tratamento da cefaleia seja mais eficaz. O tratamento de cada um dos sintomas é sempre muito importante, para diminuir dores e o mal-estar que a DTM pode estar causando. Entretanto, é imprescindível que a Artropatia da ATM também seja tratada para que o problema como um todo encontre uma solução definitiva.   As causas podem ser, principalmente:
    1. Traumática: as artropatias de origem traumática podem ser classificadas como diretos (pancadas que atingem o queixo diretamente), indiretos (movimentos bruscos sem confronto, como em acidentes de carro), locais e à distância. São a causa mais comum.
    2. Infecciosa: quadros de infecção crônica também podem acarretar em artropatia na ATM e podem estar associadas a intensidades diferentes de traumatismos que nem sempre apresentam dor, dado o quadro prejudicado das terminações nervosas por parte da infecção.
    3. Sistêmica: as causas sistêmicas, também conhecidas por autoimunes, são as decorrentes de Artrite crônica Juvenil, Artrite reumatóide, Lúpus, Artrite psorítica, Gota, Artrite degenerativa e Artrose.
    4. Oclusal: quando o paciente possui instabilidade oclusal, este fator também pode contribuir com o somatório de fatores que resultam na DTM.
    5. Neoplásica: quando a presença de tumores causam o mal funcionamento das articulações, independentemente de origem maligna ou benigna.
    DTM e ATM

    Exemplo de instabilidade oclusal, que pode ser um fator originário de DTM

    Por haver causas tão diversas, e por alguns sinais e sintomas serem bastante comuns, a avaliação, conduta e o acompanhamento com o Cirurgião Dentista é fundamental para que ele possa explicar que se trata de um caso de DTM. Procure sempre um profissional qualificado.

    Facebook Comments