BLOG

  • COMO A AMAMENTAÇÃO PODE EVITAR A MÁ OCLUSÃO?

    Como a amamentação pode evitar o transtorno de má oclusão
    A má oclusão é entendida pelo desencontro na relação da mordida entre os dentes da arcada superior e inferior da boca. Esse transtorno pode se apresentar em diferentes níveis, desde o mais simples, em que o problema não vai causar desconforto algum, até os casos mais graves que acabam prejudicando a estrutura facial da pessoa e que provavelmente vão precisar de um procedimento cirúrgico para corrigir a mordida e melhorar o funcionamento da boca. As complicações da má oclusão podem gerar dores articulares durante a mastigação ou ao abrir a boca, desgaste e em casos mais graves, a perda dos dentes. A boa notícia é que tudo isso pode ser evitado nos primeiros meses de vida. Durante a amamentação natural, o bebê pode posicionar a língua dentro da boca de forma correta, e assim, realiza movimentos de ordenha. Com esse tipo de movimento, são gerados estímulos adequados ao crescimento ósseo e muscular. Dessa forma, toda a musculatura craniofacial é estimulada, e acaba se desenvolvendo harmonicamente, evitando a má oclusão. É importante lembrar que toda criança nasce com a mandíbula menor em relação à maxila, evidenciado mais uma importância da amamentação. O rosto humano vive passando por mudanças, seja pelo processo natural, pelo ambiente ou pelos movimentos. Dessa forma, é a parte do corpo que apresenta incidência de deformidades.  Por isso, descobrir qualquer alteração já nos primeiros meses ou anos de vida, dará maiores chances de prognóstico. Quando a criança recebe o alimento por meio da mamadeira, o fluxo de leite é maior que o processo natural. Assim, a criança atende suas necessidades nutricionais mais rapidamente e com menos esforço. De acordo com o impulso da sucção, o encanto emocional da criança não é atingido. E é por esse motivo que ela acaba procurando substitutos como o dedo ou a chupeta, por exemplo. É possível afirmar, portanto, que a amamentação natural oferece ao bebê um desenvolvimento ósseo e muscular ideal, evitando a má oclusão, garantindo o funcionamento da mastigação e proporcionando a saúde geral. Foi constatado que a prevenção até o primeiro ano de vida do bebê reduz em até 96% a necessidade de tratamento odontológico no futuro. FONTES: TePe Repositório Institucional UFSC Portal Educação Manual da Mamãe Revista do Vale

    Facebook Comments